Pr. Cirilo

Biografia
Nome: Cirilo Gonçalves
Data de Nascimento: 01/01/1970
Posição: Meia Esquerda / Meia Direita
Camisa: Meia
País: Brasil
Cidade: Martinópolis
Estado: SP
Nasceu na cidade de Martinópolis, no Estado de São Paulo em 1970. De família tradicional Católica, tem oito irmãos, dos quais, 5 são pastores Adventistas e um missionário. Foi batizado em 15 de fevereiro de 1992, na Igreja Adventista do Sétimo Dia de Vila Fiori, Sorocaba SP.

Leia na Íntegra

Filho de Joaquim Gonçalves da Silva (falecido em agosto de 2011 na cidade de Sorocaba SP) e Maria Gonçalves Patrício. Dos oito irmãos, cinco são pastores da Igreja Adventista do Sétimo Dia (Cirilo Gonçalves – Evangelista da Associação Paulistana, atendendo a cidade de São Paulo capital e partes do interior de São Paulo; Raimundo Gonçalves - Evangelista da União Sudeste Brasileira, atendendo os Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo; Luis Gonçalves - Evangelista da Divisão Sul Americana, Atendendo todos os países da América do Sul; Antonio Gonçalves - Evangelista da Associação Paulista Sul, atendendo a região Sul de São Paulo e Francisco Gonçalves (Assis) - Evangelista da Associação Amazonas Ocidental, atendo o Estado do Amazonas) e o Pedro Gonçalves - missionário em tempo integral no interior de São Paulo.

Cirilo Gonçalves, iniciou o Cursou de Teologia no Seminário Adventista em fevereiro de 1997 e se formou em dezembro do ano 2000 em Teologia Bíblica e Pastoral. O Pr. Cirilo Gonçalves é Bacharel em Teologia Bíblica e Pastoral pelo UNASP, Mestre em Teologia Bíblica pelo UNASP e Doutorando em Teologia pelo CPAJ + Reformed Theological Seminary na Mackenzie. Autor de vários Artigos na Área de Evangelização Pessoal e Pública, Apostilas de Treinamento na mesma área, autor de seis DVDs Apocalipse: A força da Nossa Esperança e da série de oito temas evangelísticos apresentados pela TV Nuevo Tiempo do Chile em uma série via satélite para todo país, intitulada Apocalipsis la Fuerza de Nuestra Esperanza, evangelismo que resultou em 1.300 batismos (disponível no Youtube).

Em 1992, após a sua conversão, foi convidado pelo seu irmão Pr. Luis Gonçalves para ser missionário na cidade de Aparecida do Norte – interior de SP, com o objetivo de fundar a Igreja Adventista naquele local. Lá permaneceu como missionário voluntário por mais de um ano e a igreja foi estabelecida com um batismo de 119 pessoas e outro batismo de 25 pessoas.

No ano de 1993, a Associação Paulista Leste, através do seu Evangelista, Pr. Roberto Motta, o chamou para compor a equipe de obreiros bíblicos e realizar conferências bíblicas em toda Zona Leste de São Paulo. Várias igrejas foram fundadas na zona leste pelo seu trabalho. Após a sua formação teológica, foi chamado pela Associação Paulistana para ser Obreiro Bíblico em uma série de Conferências Via Satélite, dirigida pelo Pr. José Mascarenhas Viana, então conferencista da União Central Brasileira.

No segundo semestre de 2001, foi com a equipe de evangelismo para a cidade de Cotia - SP. No ano seguinte, após uma campanha evangelística, que resultou em de 342 batismos, foi eleito Pastor daquele Distrito.

Em 2003, ainda na Associação Paulistana, foi Evangelista Associado trabalhando no Litoral Sul. Em 2004 no ABCD e em janeiro de 2005 foi chamado para o Departamento de Escola Sabatina e Ministério Pessoal. Em dezembro de 2007 foi eleito Evangelista do Campo.

No dia 06 de dezembro de 2009 foi eleito pela Assembleia Quinquenal da União Centro Oeste Brasileira, Evangelista; Diretor do Ministério Pessoal, Diretor do Departamento de Missão Global e Diretor da ADRA para atender a demanda evangelística em cinco Estados do País: Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins. Em julho de 2011 deixou os Departamentos de MP e ADRA para se dedicar integralmente ao Evangelismo Público e Missão Global da mesma União - UCOB. Em dezembro de 2012, foi chamado pela Associação Paulistana para ser o Evangelista na capital de São Paulo, onde permanece desenvolvendo a Missão que o SENHOR lhe confiou.

É muito grato ao Pr. Natan Avelino de Souza (Evangelista da Associação Paulista Oeste) que o ajudou em sua formação na prática da Evangelização Pessoal e Pública, ao Pr. Roberto Motta (Evangelista da Associação Paulista Oeste) por todos os auxílios e orientações, ao Pr. Sidionil Biazzi (Presidente da Associação Paulistana) pelas oportunidades dadas e confiança manifestada e finalmente é grato ao seu irmão Pr. Luis Gonçalves por tê-lo ajudado a dar os primeiros passos na obra do SENHOR.

É casado com Débora Silva de Souza e tem duas lindas filhas: Gabrielle com 14 anos e Isabelle com 10 anos. A família mora em São Paulo, Capital.

TODA A SUA HISTÓRIA, ACIMA RELATADA OCORREU DEPOIS QUE O CIRILO GONÇALVES ENCERROU PRECOCEMENTE A SUA CARREIRA DE JOGADOR DE FUTEBOL PROFISSIONAL. COMO COMEÇOU E DEIXOU O FUTEBOL PROFISSIONAL? RELATO DO PRÓPRIO PUNHO.

1. Quando garoto, jogando na rua, na escola e nos campinhos do bairro, percebi que tinha certa habilidade e ginga, gostava das jogadas de efeito e dos gols previsíveis e imprevisíveis. Automaticamente fui me apaixonando pelo futebol e não conseguia mais me ver longe do gramado. Almejava como jogador profissional, defender o meu País numa Copa do Mundo. Numa palavra eu diria: “foi pela arte do futebol que resolvi dedicar-me de corpo e alma ao futebol”.

2. Comecei nas Escolinhas do Grêmio Esportivo Sorocabano que preparava jogadores para os times profissionais e depois passei para a base do São Bento de Sorocaba e segui carreira até o profissional onde fiz vários jogos amistosos e a pré-temporada para o campeonato Paulista. Não havendo a oficialização do contrato profissional fui levado pelo meu empresário ao Guarani Saltense, localizado na cidade de Salto de Itu, depois de seis meses atuando naquela equipe, o mesmo empresário me apresentou ao Guaçuano em Mogi Guaçu, e em seguida, fui levado pelo ex-atleta Ademir de Barros, conhecido como Paraná, ao Rio Branco de Andradas em Minas Gerais. Tendo passagens rápidas por outros times do interior paulista. Nesse tempo, quando possível, atuava em equipes amadoras da minha querida cidade de Sorocaba. No Paulistano, por exemplo, nos saudamos campeões de um importante torneio sub 20.

3. Esse período envolveu os anos de 1983 a 1991. Atuava sempre como volante, meia esquerda ou meia direita. Não cheguei a conquistar campeonatos nacionais apenas campeonatos menores. Entre eles o de sub 20 pelo Rio Branco de Andradas - torneio realizado em Minas Gerais. Mesmo tendo uma vida agitada no futebol, nunca deixei de estudar. Nesse período, fiz faculdade de Filosofia, Cursos de Inglês, Informática, Torneiro Mecânico, Datilografia e até de Artesanato e Retórica.

4. Três são os motivos básicos por que parei: Primeiro: Parei por causa do evangelho. Ao estuda-lo sozinho na concentração do Clube Rio Branco de Andradas, MG, vi a sua perfeição, coerência e proposta salvadora. Tudo isso foi irrecusável. Segundo: Percebi que era difícil, para não dizer impossível, naquela época, continuar jogando profissionalmente e servir a Deus como um verdadeiro servo cristão. Aceitar a Jesus como Salvador e Senhor requer fazer a Sua vontade. Hoje, um e outro clubes já tem uma maior compreensão da liberdade religiosa e submetem-se a elaborar clausulas específicas no contrato profissional do atleta. Mesmo assim, tal atitude é coisa rara. Terceiro porque brotou em mim um forte desejo de pregar para o mundo a sublimidade do “evangelho que é o poder de Deus para a salvação” (Rom. 1:16) em obediência a ordem de Jesus “Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 16:15).

5. Minha decisão final se deu quando conheci um atleta de Cristo no Rio Branco, chamado Manoel Messias da Silva, vindo do Recife para a nossa equipe e que se tornou meu grande amigo e juntos fundamos o Grupo dos Atletas de Cristo no Clube. Passei a frequentar as reuniões dos atletas todas as segundas feiras e a congregar numa igreja evangélica da cidade. Esse foi o meu primeiro contato com o mundo evangélico.
Um dia, tendo folga do campeonato mineiro, resolvi visitar os meus pais em Sorocaba e para minha surpresa encontrei um irmão meu chamado Pedro, batizado na igreja Adventista do Sétimo Dia. Depois de lhe explicar o que era o movimento Atletas de Cristo fui presenteado com uma Bíblia e um curso bíblico do Pr. Henriq Berg chamado “Breve Virá”. Fazia as lições, sozinho, no intervalo dos treinamentos.
A mensagem da Palavra de Deus entrava no meu coração preenchendo todo vazio que sentia. Os estudos que me fizeram tomar a decisão de abandonar o futebol foram os de Daniel 2, 7, 8, 9 e a Lei de Deus e o sábado do sétimo dia. O amor a Jesus cristo foi aprofundado em mim quando percebi que Ele e o Seu plano de salvação são centrais na profecia e que ela revela precisamente o Seu sacrifício e ministério intercessório no Santuário Celestial.
Após reincidir um contrato de aproximadamente 3 anos com o Clube, fui batizado no dia 15 de fevereiro de 1992 na Igreja Adventista do Sétimo Dia de Via Fiori em Sorocaba. Em seguida, viajei para a cidade de Aparecida do Norte, com o meu irmão Luís Gonçalves, como Missionário voluntário, para ajudar na fundação da nossa igreja. Após sete meses de intenso trabalho, visitando as famílias e explicando para elas a Palavra de Deus, estabelecemos a igreja com um batismo de 119 pessoas.
De 1993 a 1996 fui Obreiro Bíblico credenciado pela Associação Paulista Leste e em 1997 comecei a faculdade de Teologia terminando no ano 2000. Em 2001 trabalhei no Evangelismo via Satélite com Pr. José Mascarenhas Viana (hoje falecido) em 2002 Pastor Distrital da Igreja Adventista Central de Cotia. De 2003 a 2004 como Evangelista das regiões Litorânea e ABCD da Associação paulistana e de 2005 a 2007 como Diretor do MPES na mesma Associação, de 2008 a 2009 como Evangelista novamente e, em 2010 a 2011 como Evangelista, Ministério Pessoal, Missão Global e ADRA da União Centro Oeste Brasileira. Desde janeiro de 2012, atuo como Evangelista da IASD na Capital Paulista.
LOUVO E EXALTO AO MEU SENHOR, MEU DEUS E ETERNO SALVADOR, que me deu a honra de conhece-lo e aceita-lo no coração como Criador e Redentor e por ter me encaminhado a cursar o Bacharelado, o Mestrado e o Doutorado em Teologia.

6. COMO COMEÇOU O MINISTÉRIO ADVENTO FUTEBOL CLUBE: GOL & MISSÃO? O Futebol é inegavelmente uma paixão mundial e mexe profundamente com o coração humano. O mundo é apaixonado pelo futebol. Eu sou um apaixonado pelo futebol. Quando comecei os estudos bíblicos no ano de 1991 na cidade de Andradas, entendi que deveria, de alguma maneira, levar as verdades da salvação aos meus companheiros de futebol. E isso começou a acontecer quando fundamos no próprio clube as reuniões dos Atletas de Cristo. Quando parei com o futebol, um amigo de infância e de futebol, da cidade de Sorocaba, também chamado Messias, Messias José da Silva, ao saber da minha decisão, não a aceitando, resolveu estudar a Bíblia para provar que eu estava errado em minha decisão. Uma semana depois, ele voltou dizendo que tinha decidido parar com o futebol para ser batizado e dedicar a sua vida à Jesus e à pregação do Evangelho. Juntos nos batizamos na igreja Adventista do Sétimo Dia de Vila Fiori, Sorocaba, SP em 15 de fevereiro de 1992. Em seguida, nos envolvemos na obra da evangelização, discutindo e orando quase todos os dias, maneiras eficazes de evangelizar os atletas e ex-atletas. E orávamos muito por isso. Quando podíamos, visitávamos os amigos jogadores de futebol da nossa cidade e passávamos para eles a Palavra de Deus e vários deles foram batizados.
Paralelamente às visitas, nos envolvíamos em jogos amistosos com o objetivo de partilhar a Palavra de Deus com eles. E o tempo passou... posteriormente, o Senhor Jesus foi trazendo para a igreja, outros atletas, como o Edvaldo, o Pr. Helbert, o Nilton Braga, o próprio Pr. Ranieri que não sendo um atleta profissional, sempre esteve envolvido com evangelização aos atletas, o Gleidson, o Pr. Ryck Castro, o Pr. Carlos Alberto, o Derley, o Vitor e tantos outros que de alguma maneira e, praticamente sozinhos, faziam a obra de Deus no meio dos atletas. Em 2013, comecei a orar mais fervorosamente ao Senhor, pedindo uma ideia para entrarmos com mais efetividade no meio futebolístico. Em 2014, as primeiras impressões de organizar um ministério efetivo começaram a crescer em minha mente. Em 2015, pensei na possibilidade de organizar todos os ex-atletas profissionais que estavam na igreja Adventista e propor para eles a formação de um ministério voluntário para fazer jogos contra outros clubes na mesma categoria e evangeliza-los. Mas procurei alimentar mais essa tal ideia.
FOI EM MAIO DE 2016 QUE EFETIVAMENTE COMECEI A CONTATAR TODOS OS ATLETAS E EX-ATLETAS ADVENTISTAS E SIMPATIZANTES E PROPOR A FORMAÇÃO DO MINISTÉRIO ADVENTO FUTEBOL CLUBE: GOL & MISSÃO, QUE SURGIU COM O NOME ACASD – ATLETAS CRISTÃOS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. FOI NUMA REUNIÃO DE PASTORES, DEPARTAMENTAIS E FUNCIONÁRIOS DA ASSOCIAÇÃO PAULISTANA QUE SURGIU, PROPOSTO PELO PASTOR IGOR BARILOCHI, O NOME ADVENTO FUTEBOL CLUBE E O GOL E MISSÃO VEIO DO PR. WALTER ARAÚJO, SENDO O & FORNECIDO PELO PR DEOMIRO STORCH.

O NOME ADVENTO FUTEBOL CLUBE: GOL & MISSÃO FOI ACEITO UNANIMEMENTE POR TODOS QUE ESTAVAM NA REUNIÃO. HOJE CONTAMOS COM 51 ATLETAS NO MINISTÉRIO.

As glórias e recompensas do futebol são passageiras, mas as glorias e recompensas espirituais são eternas, como diz o Apóstolo Paulo: O atleta “... alcança uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível” 1 Cor. 9:25. O Advento FC: Gol & Missão tem a nobre missão de levar ao atleta de futebol profissional, as recompensas eternas.
Sou imensamente grato ao Senhor por ter me dado até aqui condições de dirigir com energia e dedicação, o Ministério Advento e louvo a Deus pela vida e dedicação de todos os colegas do grupo que colaboram efetivamente para o avanço desse ministério.

Pr. Cirilo Gonçalves da Silva Mestre em Teologia (UNASP) Doutorando em Teologia (RTS - Reformed Teological Seminary) Evangelista da IASD - AP, SP. Diretor do Ministério Voluntário Advento FC: Gol & Missão Twitter: @prcirilo

Nome
Nenhum clube encontrado!
Categoria Nome
Nenhum campeonato encontrado!
Campeonato Ano
Nenhum título encontrado!


Comentários Facebook

Veja Também

Siga-nos